Rabino pede para que fiéis queimem seus iPhones

Charles Nisz
Charles Nisz

O rabino Haim Kanievsky, um dos cinco rabinos mais influentes de Israel, pediu aos seus seguidores para que queimem seus iPhones sem pena. Isso poderia afetar as vendas do telefone da Apple em Israel. Segundo o rabino, o iPhone é uma arma de guerra pelo dano que poderia causar ao Judaísmo.

Kanievsky fez esse pronunciamento após ser perguntado se os samrtphones eram compatíveis com a religião. Para vários líderes religiosos, os smartphones vão contra a moral judia por facilitar o acesso a conteúdos pornográficos e outras fontes de informação além das permitidas pelos ortodoxos.

Membros destes grupos contam com "telefones celulares kosher", que não têm conexão à internet, não podem receber nem enviar mensagens e não funcionam durante o dia de descanso sabático. No dia 12 de setembro o rabino Lior Glazer protagonizou uma cerimônia ritual de destruição de iPhones na cidade de Bnei Brak, de maioria ultra-ortodoxa. Acha exagaero? (vi na Folha de S. Paulo)