Bloomberg sobe nas pesquisas e participará de debate democrata

Michael Bloomberg participará pela primeira vez de um debate democrata

Em ascensão nas pesquisas, o multimilionário americano Michael Bloomberg, aspirante a concorrer com Donald Trump pela presidência do país em novembro, participará na próxima quarta-feira do primeiro debate na TV de sua campanha, anunciou sua equipe.

O ex-prefeito de Nova York estará com vários dos seus rivais em um debate em Las Vegas, após ficar em segundo nas pesquisas de intenção de voto em todo o país, superando Joe Biden e estando atrás de Bernie Sanders, que lidera a disputa.

"Mike espera unir-se aos outros aspirantes democratas e apresentar os motivos pelos quais é o melhor candidato para derrotar Donald Trump e unir o país", disse o seu diretor de campanha eleitoral, Kevin Sheekey, em comunicado.

"A oportunidade de discutir seus planos viáveis para enfrentar os desafios do país é algo importante para a campanha", acrescentou.

O magnata, que no último ano foi eleito a nona pessoa mais rica do mundo, se apresentou como possível candidato ao partido democrata em novembro, quase um ano depois da maioria dos seus adversários.

Segundo um levantamento da NPR/PBS NewsHour/Marist, o ex-prefeito de Nova York tem 19% das intenções de voto nas pesquisas a nível nacional e está atrás apenas do senador Bernie Sanders, com 31%.

Nessa pesquisa, Biden, ex-vice de Barack Obama, ocupou o terceiro lugar com 15%. A senadora Elizabeth Warren conseguiu 12%, e em seguida apareceu a senadora Amy Klobuchar, com 9%.

O ex-prefeito de South Bend, Indiana, Pete Buttigieg, ficou em sexto, com 8%.

Bloomberg, de 78 anos, tem ganhado participação nas pesquisas, enquanto investe com a sua fortuna pessoal, estimada em US$ 64 bilhões segundo a Forbes, em publicidade para a sua campanha. Estima-se que até o momento pagou anúncios de mais de US$ 300 milhões para canais de TV e publicações na internet.

Sanders criticou Bloomberg muitas vezes por sua intenção de "comprar" por seu caminho à presidência. Outros candidatos o questionam por comentários feitos no passado, considerados grosseiros, racistas e misóginos.

O debate com Bloomberg, Sanders, Biden, Buttigieg, Elizabeth Warren e Amy Klobuchar acontecerá em Las Vegas antes das assembleias de eleitores (ou caucus) de Nevada, no próximo sábado, a terceira etapa da disputa interna.

Bloomberg, no entanto, não competirá em Nevada, assim como o fez em Iowa e New Hampshire. Ele prefere se concentrar nas "Super Terça" de 3 de março, quando as primárias e assembleias de eleitores acontecerão em 14 estados, incluindo Texas, onde está em quarto, e a Califórnia, no qual ele aparece em quinto nas pesquisas.

O fundador da Bloomberg era democrata até 2001. Foi prefeito de Nova York durante três períodos, entre 2002 e 2013: o seu primeiro mandato foi como republicano. Voltou a registrar-se como democrata em 2018.