Bloqueio de rodovias causa cancelamento de voos no Aeroporto de Guarulhos

Bloqueio de rodovias impede chegada de passageiros ao aeroporto - Foto: Reprodução/TV Globo
Bloqueio de rodovias impede chegada de passageiros ao aeroporto - Foto: Reprodução/TV Globo
  • Bloqueio de rodovias segue gerando caos por todo o Brasil nesta terça-feira

  • Em São Paulo, diversos voos foram cancelados no Aeroporto de Guarulhos

  • GRU Airport explicou que cerca de 25 voos foram cancelados desde segunda

O bloqueio de rodovias por caminhoneiros revoltados com a derrota de Jair Bolsonaro (PL) no segundo turno da eleição presidencial causou o cancelamento de voos no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo.

De acordo com a GRU Airport, concessionária responsável pela administração do aeroporto, a interdição na Rodovia Hélio Smidt resultou no cancelamento de cerca de 25 voos.

Doze deles estavam previstos para decolar na última segunda-feira (31), enquanto outros 13 deveriam ocorrer já nesta terça (1º).

Em nota oficial, a Latam apontou que, por causa de "situação alheia ao seu controle, alguns de seus voos foram impactados". A companhia também sugeriu que os passageiros se dirijam aos aeroportos com mais antecedência e chequem o status de seu voo no site.

STF ordena liberação das estradas

O Supremo Tribunal Federal (STF) ordenou, nas primeiras horas desta terça-feira, que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e as polícias militares dos estados debloqueiem as rodovias ocupadas de forma irregular.

A definição acompanha a decisão individual do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, que havia determinado a liberação das vias, com pena de prisão prevista para o diretor-geral da PRF, Silvinei Vasques, em caso de omissão, e multa de R$ 100 mil por hora por crime de desobediência.