Bloqueios em estradas impedem Figueirense de se reapresentar

Bloqueios na BR-101 em Palhoça fizeram com que reapresentação do Figueirense fosse adiada para terça-feira.
Bloqueios na BR-101 em Palhoça fizeram com que reapresentação do Figueirense fosse adiada para terça-feira. Foto: (MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images)

Insatisfeitos com o resultado das eleições presidenciais do último domingo, que definiram o retorno do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como mandatário do país a partir de 1º de janeiro de 2023, apoiadores do atual presidente Jair Messias Bolsonaro realizaram bloqueios em diversas estradas de 18 estados ao longo de todo o país.

Os bloqueios dificultaram não apenas o trânsito do cidadão normal que trafega pelas vias, mas também afetaram a reapresentação do elenco do Figueirense no Centro de Formação e Treinamento do clube em Palhoça, região da Grande Florianópolis, que precisavam utilizar a BR-101 para que pudessem chegar à sede do clube catarinense. Com a impossibilidade da presença de grande parte do elenco e da comissão técnica do clube, a reapresentação foi adiada para a próxima terça-feira, quando se espera que os protestos já tenham sido finalizados e as vias liberadas para que os usuários se desloquem.

Leia também:

Tendo sido eliminado da Copa Santa Catarina e com a Série C encerrada, o Figueirense havia marcado uma reunião com os atletas nesta segunda-feira, visando alinhar os objetivos do clube para a temporada de 2023. Parte do elenco rumou ao Estádio Orlando Scarpelli, onde realizou trabalhos de fisioterapia, tratando lesões já existentes e prevenindo situações que podem vir a acontecer.

O Figueirense chegou às semifinais da Copa Santa Catarina, competição do segundo semestre para o estado, mas foi eliminado pelo Hercílio Luz em casa e perdeu a chance de garantir uma vaga para a Copa do Brasil do próximo ano.