BNDES anuncia suspensão de pagamentos de empréstimos por seis meses

Redação Finanças
·1 minuto de leitura
Real - Brazilian Currency - BRL. Dinheiro, Brasil, Currency, Reais, Money, Brazil. Real coin on a pile of money bills.
Com medida, pagamento total de R$ 2,9 bilhões ficará suspenso por seis meses
  • BNDES liberou a suspensão de empréstimos feitos por micro e pequenos empreendedores

  • Pedidos podem ser feitos ao agente financeiro a partir desta quinta-feira (29)

  • Medida parecida foi anunciada em 2020

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) anunciou nesta quinta-feira (29) que serão suspensos por seis meses os empréstimos feitos por micro e pequenos empreendedores. A suspensão vale para quem pegou dinheiro emprestado de instituições credenciadas. As informações são do Valor Econômico. 

Leia também:

Com a medida, mais de 100 mil empresas poderão ter os pagamentos suspensos. Um valor total de R$ 2,9 bilhões.

Também será possível prorrogar o prazo do financiamento contratado em modalidade de TLP (Taxa de Longo Prazo) em até 18 meses.

Os pedidos de negociação podem ser feitos a partir desta quinta-feira (29) pelo empreendedor diretamente com o agente financeiro que concedeu o empréstimo.

Nova rodada

Uma medida parecida foi anunciada em 2020 e teve duas rodadas de suspensão por conta dos efeitos da covid-19 na economia. Com isso, foram 2,5 milhões de trabalhadores e 29 mil empresas beneficiadas.

Como a situação não melhorou e os efeitos ainda permanecem, o BNDES decidiu disponibilizar mais uma rodada de suspensões, segundo Bruno Laskowski, diretor de Participações, Mercado de Capitais e Crédito Indireto. Com isso, mais de 100 mil empresas poderão ter R$ 2,9 bilhões em empréstimos suspensos.

“As micro e pequenas empresas poderão contar com esse alívio no caixa e, com isso, acreditamos aumentar as chances de elas superarem a crise e manterem empregos”, afirma Laskowski.