BNDES e governo do Tocantins vão ouvir quilombolas no Jalapão sobre concessão de parque

·1 minuto de leitura
*ARQUIVO*  JALAPAO, TO, BRASIL,  15-06-2011, 10h00: Vista das Dunas do Parque Estadual do Jalapao, no estado do Tocantins, regiao Norte do Brasil. (Foto: Apu Gomes/Folhapress)
*ARQUIVO* JALAPAO, TO, BRASIL, 15-06-2011, 10h00: Vista das Dunas do Parque Estadual do Jalapao, no estado do Tocantins, regiao Norte do Brasil. (Foto: Apu Gomes/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Com a possível concessão do Parque Estadual do Jalapão à iniciativa privada, o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e o governo do Tocantins vão ao Jalapão para ouvir quilombolas que dependem do turismo local e devem ser afetados pelo projeto.

A concessão será discutida com a população das comunidades de Boa Esperança, Carrapato, Mumbuca, Formiga, Prata e Rio Novo durante uma consulta pública que deve ser aberta em setembro.

Na última terça (24), a Assembleia Legislativa do Tocantins aprovou um projeto de lei que autoriza a venda de três parques estaduais. Entre eles, está o Parque Estadual do Jalapão, que tem 34 mil quilômetros quadrados e é uma das principais atrações turísticas do estado. Em 2019, o local recebeu quase 50 mil de viajantes.

Na semana anterior, o Ministério Público Federal propôs uma ação civil pública para que o governo promova uma consulta prévia, livre e informada às comunidades quilombolas que serão atingidas.​

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos