BNDES faz leilão de R$ 160 milhões em títulos não pagos de 323 operações

Bruno Rosa
·1 minuto de leitura
Gabriel Monteiro / Agência O Globo

RIO - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou hoje que vai leiloar R$ 160 milhões em títulos não pagos. O valor se refere a créditos de operações indiretas originadas em bancos que tiveram interrupção em suas atividades por intervenção ou liquidação extrajudicial.

Por lei, esses créditos tiveram sua titularidade transferida ao BNDES. Dentre os créditos incluídos no edital, há 323 operações envolvendo 251 diferentes devedores. Os títulos serão vendidos em leilão pelo maior valor de oferta. Os investidores interessados devem se qualificar até o dia 15 de janeiro.

De acordo com o edital do BNDES, 188 contratos no valor de R$ 102,9 milhões tem atraso entre 15 e 19 anos. Os 132 títulos com mais de 20 anos somam R$ 57,7 milhões.

As informações sobre a carteira serão disponibilizadas aos investidores qualificados entre fevereiro e março. As propostas, então, serão apresentadas entre 25 e 30 de março. A sessão pública para lances está prevista para ocorrer no dia 31 de março de 2021, informou o banco em nota.

Segundo o BNDES, foram feitas diversas tentativas de recuperação das dívidas, seja através de renegociação ou de ações judiciais. "Atualmente, esses títulos têm potencial limitado de recuperação e alto custo de manutenção", destacou o banco. Esses títulos de crédito estão há mais de 13 anos na carteira do banco.

Esse tipo de operação é tradicional no mercado bancário brasileiro, já que, segundo o BNDES, há diversas empresas especializadas no mercado que trabalham com instrumentos específicos para aumentar a capacidade de recuperação dos títulos, e, por esse motivo, são interessadas na compra.