Bolívia chegaria ao pico de 28.000 casos da COVID-19, segundo previsão oficial

(Arquivo) Mulheres esperam em fila para banco em El Alto, na Bolívia

Os casos de coronavírus na Bolívia chegariam ao pico ao atingir os 28.000 infectados e 800 mortos, segundo previsões das autoridades de saúde divulgadas neste domingo (24).

"Em nossa projeção, estamos falando de 28.000 casos (o momento de pico) e cerca de 800 mortes", informou o chefe nacional de epidemiologia, Virgilio Prieto, ao canal de televisão estatal.

Essa estimativa está bem abaixo dos números de casos em países vizinhos como o Peru, acrescentou.

O último relatório oficial apresentou 5.915 casos confirmados e 240 mortes. Não foi especificado quando a curva máxima de contágio seria atingida.

A estimativa foi calculada inicialmente para o final de maio, mas os números estão sendo ajustados para a propagação acelerada dos casos registrada nessas últimas semanas.

A quarentena a Bolívia tem previsão de durar até o final de maio, embora desde a última segunda-feira o isolamento tenha sido relaxado nos municípios com a menor taxa de contágios.

"Não se trata do sistema de saúde, mas do comportamento da população" no cumprimento dos protocolos de segurança biológica, observou Prieto.