Bolívia flexibilizará quarentena por coronavírus em 11 de maio

Policial verifica a temperatura de um soldado em La Paz, na Bolívia

A Bolívia flexibilizará a quarentena nacional contra o coronavírus a partir de 11 de maio, mas manterá o fechamento de fronteiras e espaço aéreo até o final desse mês, anunciou a presidente Jeanine Áñez nesta quarta-feira.

"Manteremos a quarentena atual nas condições atuais até 10 de maio. A partir de 11 de maio, iremos para uma nova forma de quarentena, que será chamada de quarentena dinâmica", disse a presidente em comunicado à imprensa.

A presidente interina ordenou o início da emergência de saúde em 17 de março, com o fechamento progressivo de fronteiras, transporte terrestre e aéreo e a suspensão do trabalho nos setores público e privado.

Áñez explicou que a nova modalidade significa que a rigidez da emergência sanitária variará em algumas regiões e cidades, de acordo com a evolução da pandemia, que até o momento já infectou 1.053 pessoas no país e causou 55 mortes.