Bola na mão em lance de gol pode valer? Entenda a nova mudança nas regras do futebol

O Globo
·1 minuto de leitura

Nem todo contato da bola com a mão/braço é uma violação. Essa é uma das principais modificações implementadas pela International Football Association Board (Ifab) após a sua 135ª conferência anual. As novas regras fazem parte de uma lista com outras alterações na Lei do Jogo 2021/2022, divulgadas nesta quinta-feira.

Na cartilha, o órgão elucidou que a posição da mão/braço do jogador deve ser julgada particularmente em cada situação, sendo observado o movimento do corpo. Em caso de toque acidental de mão e posterior conclusão por outro jogador, o gol não será anulado. Se houver o toque e o mesmo atleta balançar as redes, aí sim segue sendo invalidado.

Pela orientação anterior, as duas situações não eram permitidas.

Além das mudanças referentes ao toque de mão na bola, a cartilha também traz novas orientações, como impedimento (definição da posição limite de impedimento como a parte inferior da axila. Também foram estabelecidas determinações específicas sobre o encaminhamento das partidas após casos de ofensa a adversários ou companheiros de equipe, por exemplo.

A implementação das regras tem vigência oficial a partir do mês de junho, mas pode acontecer antes, de acordo com as necessidades de cada campeonato.