Bolsa dá trégua e sobe, apesar de sinalização de novas altas de juros nos EUA; dólar opera estável

RIO — O Bolsa sobe e o dólar opera estável ante o real no início desta sexta-feira. O processo de aperto monetário nos Estados Unidos segue no foco dos investidores, que avaliam novas declarações do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell.

Por volta de 10h30, o Ibovespa subia 0,77%, aos 106.499 pontos. O principal índice da B3 vem de duas altas consecutivas, voltando a acumular ganhos no ano.

No mesmo horário, a moeda americana tinha alta de 0,04%, negociada a R$ 5,1414, mas sem apresentar uma direção definida.

Recessão?

Em entrevista a uma rádio, Powell reforçou a indicação de que o Fed deve promover altas de 0,50 ponto percentual nas taxas de juros nas duas próximas reuniões de política monetária. No entanto, ele deixou a porta aberta para elevações mais fortes.

Powell deixou clara a determinação do banco em controlar a inflação, mas admitiu que a capacidade do Fed de fazer isso sem desencadear uma recessão pode depender de fatores fora de seu controle.

— Se a economia tiver o desempenho esperado seria apropriado que houvesse aumentos adicionais de 50 pontos básicos nas próximas duas reuniões — disse

Powell reconheceu que o Fed provavelmente deveria ter elevado as taxas antes de março, quando iniciou um ciclo de aperto.

— Se você tivesse uma visão retrospectiva perfeita, você voltaria e provavelmente teria sido melhor para nós aumentarmos as taxas um pouco mais cedo — disse ele.

O dirigente afirmou que a autoridade monetária tem como objetivo alcançar uma aterrissagem suave da economia, na qual a inflação retorne à sua meta de 2% enquanto o mercado de trabalho permanece forte.

Mas ele acrescentou que isso será “bastante desafiador” e que o processo de fazê-lo “incluirá um pouco de dor”.

Ações

Na cena interna, a divulgação de balanços corporativos do primeiro trimestre segue como destaque.

A Americanas reduziu seu prejuízo líquido em 38% no primeiro trimestre deste ano, para R$ 137,3 milhões, ante os R$ 163,6 milhões registrados no mesmo período de 2021.

A receita líquida foi de R$ 6,76 bilhões, avanço de 28,4%. A receita bruta avançou 25,7%, totalizando R$ 8 bilhões, com R$ 4,8 bilhões vindos do segmento digital, alta de 24,3% na base anual.

As ações ordinárias da empresa (AMER3, com direito a voto) subiam 3,57%

As ordinárias da Petrobras (PETR3) subiam 0,33% e as preferenciais (PETR4, sem direito a voto), 0,41%.

As ordinárias da Vale (VALE3) avançavam 0,40% e as da Siderúrgica Nacional (CSNA3), 1,80%.

As prefrenciais da Usiminas (USIM5) subiam 2,46%.

No setor financeiro, as preferenciais do Itaú (ITUB4) e do Bradesco (BBDC4) tinham altas de 0,69% e 1%, respectivamente,

Petróleo sobe

Os preços dos contratos futuros do petróleo operavam com altas pela manhã ainda que as preocupações com o crescimento da economia global e com os lockdowns na China sigam no radar dos agentes de mercado.

Por volta de 10h20, no horário de Brasília, o preço para o contrato de julho do petróleo tipo Brent subia 2,68%, negociado a US$ 110,33, o barril.

Já o preço para o contrato de junho do tipo WTI avançava 2,86%, cotado a US$ 109,17, o barril.

Bolsas no exterior

Na Europa, as bolsas operavam com altas. Por volta de 10h40, em Brasília, a Bolsa de Londres subia 1,70% e a de Frankfurt, 1,30%. A Bolsa de Paris avançava 1,57%.

As bolsas asiáticas fecharam com altas. O índice Nikkei, da Bolsa de Tóquio, subiu 2,64%. A Bolsa de Hong Kong subiu 2,67% e a da China, 0,96%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos