Bolsa e dólar sobem, com incertezas sobre precatórios ainda no foco

·3 min de leitura

RIO — A Bolsa sobe enquanto o dólar se valoriza ante o real no início desta quinta-feira. As incertezas em relação ao andamento da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios no Senado seguem preocupando os investidores no mercado doméstico. Elas fizeram com que o Ibovespa registrasse o pior patamar de fechamento de 2021 na quarta-feira.

Por volta de 10h40, o principal índice da B3 subia 0,54%, aos 103.501 pontos, após ter apresentado quedas.

No mesmo horário, a moeda americana tinha alta de 0,43%, negociada a R$ 5,5484.

Em relação à PEC, além da data para a votação, que está prevista para ocorrer até o fim de mês, sobram dúvidas sobre possíveis alterações no conteúdo do texto.

Nesta quarta-feira, o líder do governo, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), admitiu que levará à equipe econômica uma proposta elaborada por três senadores que criaria condições do pagamento integral das dívidas judiciais da União, de R$ 89,1 bilhões, em 2022.

Pela ideia em estudo no Senado, o valor total de precatórios previsto para 2022 seria quitado de uma vez, fora do teto da meta. O novo limite para os precatórios passaria a valer somente em 2023.

E caso haja mudanças consideráveis, o texto voltará para a Câmara dos Deputados, atrasando ainda mais o processo.

A proposta é fundamental para o governo, pois abre espaço no Orçamento de 2022 para o Auxílio Brasil, que já começou a ser pago, além de revisar as regras do teto de gastos.

Pelo lado do mercado, o texto aprovado pela Câmara é visto como um mal menor. E enquanto essa página não for, de fato, virada, a tendência é que o mal humor siga tomando conta.

Vale destacar que as preocupações fiscais ocorrem em um ambiente de preocupações com uma inflação cada vez mais alta e perspectivas de crescimento para o país revisadas para baixo, inclusive, pelo próprio governo.

Ações

Entre as ações, as ordinárias da Petrobras (PETR3, com direito a voto) subiam 0,29% e as preferenciais (PETR4, sem direito a voto), 0,23%.

As ordinárias da Vale (VALE3) cediam 0,94% e as da Siderúrgica Nacional (CSNA3), 2,50%.

As preferenciais da Usiminas (USIM5) caíam 2,34%

No setor financeiro, as preferenciais do Itaú (ITUB4) e do Bradesco (BBDC4) tinham quedas de 0,09% e 0,19%.

Bolsas no exterior

Na Europa, as bolsas operavam com sinais contrários. Por volta de 10h35, no horário de Brasília, a Bolsa de Londres cedia 0,17% e a de Frankfurt, 0,03%. A Bolsa de Paris subia 0,12%.

As bolsas asiáticas fecharam com quedas. O índice Nikkei, da Bolsa de Tóquio, cedeu 0,30%. Em Hong Kong, houve baixa de 1,29% e, na China, de 0,47%.

No continente, a gigante do setor imobiliário chinês Evergrande anunciou que planeja vender toda a sua participação na empresa de serviços de streaming HengTen por US$ 273,5 milhões.

A venda é mais uma tentativa da Evergrande de levantar recursos com a venda de ativos. A incorporadora tem cambaleado de um prazo para o outro nas últimas semanas, já que luta com mais de US $ 300 bilhões em passivos, dos quais US $ 19 bilhões são títulos do mercado internacional.

A última alienação de ações estende a venda da Evergrande de sua participação de 26,55% na HangTen, que ocorre no mercado secundário desde o início deste mês.

As ações da Evergrande caíram 5,71%, enquanto as da HengTen subiram 24,85%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos