Bolsa e dólar têm quedas, com dados da 'prévia do PIB' e Focus no radar

·3 min de leitura

RIO — A Bolsa cai enquanto o dólar se desvaloriza ante o real no início desta terça-feira. Após uma semana com resultados macroeconômicos negativos, os investidores repercutem a divulgação do Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), conhecido como a prévia do Produto Interno Bruto (PIB), e do último Boletim Focus.

Além disso, eles monitoram novidades sobre o noticiário fiscal e aguardam o último dia da temporada de balanços do terceiro trimestre.

No cenário externo, são esperados a divulgação de números sobre a produção industrial e a respeito das vendas do varejo nos Estados Unidos.

Por volta de 10h30, o Ibovespa cedia 0,23%, aos 106.093 pontos. No mesmo horário, a moeda americana tinha queda de 0,35%, negociada a R$ 5,4390.

Queda no 3º tri

O IBC-BR do terceiro trimestre registrou queda de 0,14% no terceiro trimestre em comparação aos três meses anteriores. O índice caiu 0,27% em setembro na comparação dessazonalizada com agosto, quando houve baixa revisada de 0,29%.

O resultado de setembro foi influenciado pelos números ruins da produção industrial, vendas do varejo e prestação de serviços.

O IBC-Br é considerado uma espécie de prévia do PIB por calcular o índice de atividade econômica, mas usa metodologia diferente do IBGE.

Outra divulgação importante para o dia dos mercados é a do Boletim Focus, relatório semanal produzido pelo BC com as expectativas dos agentes de mercado.

Segundo o Focus, houve novo corte das expectativas de crescimento para 2022, enquanto as de inflação seguem em alta.

Para o PIB de 2022, a projeção caiu de 1% para 0,93%. Ao término deste ano, houve queda de 4,93% para 4,88%.

As estimativas de inflação, por sua vez, foram revisadas para cima, pela 32ª vez consecutiva.

Para este ano, a previsão de IPCA subiu de 9,33% para 9,77%. O número é bem superior ao teto da meta estabelecida pelo BC, que é de 5,25%.

Ações

Entre as ações, as ordinárias da Petrobras (PETR3, com direito a voto) subiam 2,05% e as preferenciais (PETR4, sem direito a voto), 1,85%.

As ordinárias da Vale (VALE3) cediam 1,22% e as da Siderúrgica Nacional (CSNA3), 2,09%.

As preferenciais da Usiminas (USIM5) caíam 0,52%.

No setor financeiro, as preferenciais do Itaú (ITUB4) e do Bradesco (BBDC4) tinham altas de 1,70% e 1,26%, respectivamente,

Nas maiores altas, destaque para as ordinárias da Embraer (EMBR3), que avançavam 4,37%.

Os papéis da Eletrobras apresentavam quedas. As ordinárias (ELET3) cediam 2,61% e as preferenciais (ELET6), 1,89%.

Segundo o colunista Lauro Jardim, a privatização da empresa enfrentará dificuldades no Tribunal de Contas da União (TCU).

O processo da privatização já está no gabinete do ministro Aroldo Cedraz, que o relatará. No entanto, de acordo com a coluna, já é dado como certo que ele não liberará o processo para ser julgado pelo plenário do TCU até 8 de dezembro, data em que o tribunal encerra os trabalhos deste ano.

O retorno só ocorre em 26 de janeiro. E, por falar em Eletrobras, o balanço da companhia é esperado após o fechamento do pregão desta terça-feira.

Bolsas no exterior

Na Europa, as bolsas operavam com sinais contrários. Por volta de 10h30, no horário de Brasília, a Bolsa de Londres cedia 0,05%. Em Frankfurt e Paris, ocorriam altas de 0,44% e 0,35%, respectivamente.

No continente, ocorreu a divulgação da segunda leitura do PIB da zona do euro do terceiro trimestre.

A nova estimativa confirmou a leitura preliminar de crescimento de 2,2% no período em relação ao trimestre anterior, segundo os dados divulgados pela agência de estatísticas da União Europeia, a Eurostat.

As bolsas asiáticas fecharam com direções contrárias. O índice Nikkei, da Bolsa de Tóquio, subiu 0,11%. Em Hong Kong, houve alta de 1,27% e, na China, queda de 0,33%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos