Estado Islâmico invade conta do Comando Central do Pentágono no Twitter

Washington, 12 jan (EFE).- Um grupo de hackers supostamente vinculado ao grupo jihadista Estado Islâmico (EI) invadiu a conta do Twitter do Comando Central (CENTCOM) do Pentágono, órgão encarregado das operações no Iraque e na Síria, publicando mensagens extremistas e dados pessoais de membros do Pentágono.

O grupo, que se chama "Cyber Caliphate", transformou toda a conta do órgão na rede social. Os hackers mudaram a foto de perfil pela de uma pessoa com o rosto coberto com uma kufiya, o tradicional lenço árabe, e a bandeira utilizada pelo Estado Islâmico (EI).

"Soldados americanos, cuidado", diz uma das mensagens ameaçadoras.

Além disso, foi publicada uma lista de endereços, números de telefones, e nomes de generais, soldados do Comando Central, e militares aposentados com informação privada.

"Enquanto os Estados Unidos e seus satélites assassinam nossos irmãos na Síria, no Iraque e no Afeganistão, nós invadimos suas redes e arquivos pessoais e sabemos tudo sobre vocês", diz outra publicação.

"O EI está aqui, em seus computadores, em cada base militar. Com a permissão de Alá, estamos agora no CENTCOM. Não vamos parar. Sabemos tudo sobre vocês, suas esposas e crianças", continua a mensagem.

Outros tweets mostram supostos cenários de possíveis crises militares com a China e Coreia do Norte. EFE