Bolsa sobe aos 88 mil pontos, maior nível desde março; dólar teve alta e encerrou a R$ 5,38

João Sorima Neto
Mercado inicia semana de olho nas tensões entre EUA e China

SÃO PAULO - O Ibovespa, principal índice do mercado de ações brasileiro, ignorou as tensões políticas e teve um dia de ganhos no primeiro pregão de junho.

O índice subiu 1,39% aos 88.620 pontos, maior nível de pontuação desde o dia 10 de março, quando o Ibovespa fechou aos 92.214 pontos.

O dólar, por sua vez, ficou pressionado. A moeda americana bateu na máxima em R$ 5,41, mas fechou cotada a R$ 5,386, com valorização de 0,94%.

Para Cristiane Fensterseifer, analista de ações da Spiti, casa de análises independente, a Bolsa ignorou as manifestações políticas conturbadas do fim de semana e focou nas reaberturas dos mercados e dados positivos econômicos na China, que impulsionaram também as bolsas estrangeiras hoje.

- As maiores altas do índice ficaram com papéis do setor de aviação e turismo, segmentos que mais sofreram na crise, bem como shoppings centers, que começam lentamente a reabrir algumas operações, e varejo online.

A maior alta do Ibovespa foi dos papeis preferenciais da Gol, com alta de 8,56%, seguidos dos ordinários da Via Varejo, com ganho de 8,39%. Os papéis ON da Iguatemi, empresa de shoppings, subiram 8,25%, terceira maior alta do índice, refletindo planos de reabertura de centros comerciais no país.

Analistas avaliam que a notícia de que a China vai suspender importações de soja e carne suína dos EUA também pode beneficiar empresas brasileiras.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o WhatsApp do Extra (21 99644 1263)

Enquanto no exterior o dólar perdeu força, no Brasil a moeda americana subiu frente ao real.

No exterior, o dollar spot, índice da Bloomberg que acompanha o desempenho da divisa americana frente a uma cesta de moedas, recuava 0,55% no fechamento dos negócios por aqui.

O clima político instável, além de declarações do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello, que comparou o Brasil à Alemanha de Hitler, favoreceram a valorização do dólar frente ao real.

Neste final de semana, grupos de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e outros denominados pró-democracia se enfrentaram em São Paulo.

- O dólar abriu em queda acompanhando o movimento do exterior, mas ficou pressionado por um movimento de saída de investidores estrangeiros do país. O fator político também pesou.

Por duas vezes, a divisa operou acima de R$ 5,40, mas o Banco Central atuou no mercado à vista com dois leilões, o que fez a alta arrefecer - disse Jefferson Rugik, analista da corretora de câmbio Correparti.

O BC vendeu US$ 530 milhões os dois leilões, que não estavam programados.

Os investidores estrangeiros retiraram R$ 6,22 bilhões do mercado de ações brasileiros no mês passado, resultado de R$ 223,05 bilhões em compras e R$ 229,27 bilhões em vendas de ações. No ano, o estrangeiro já retirou R$ 75,6 bilhões do pregão brasileiro, valor recorde.

Hoje, o boletim Focus msotrou que o mercado espera queda 6% no PIB brasileiro este ano.

Os analistas já previam um dia mais positivo nas Bolsas depois que o presidente Donald Trump não anunciou sanções comerciais à China, na sexta, por conta da ameaçada autonomia de Hong Kong.

A China aprovou a criação de uma lei de segurança para seu território, o que na prática tira a autonomia de Hong Kong. Isso irritou Washington.

Hoje, agências de notícias informam que a China teria ordenado que as estatais parem de comprar soja e carne de porco dos EUA.

Bancos e Vale puxam alta da Bolsa

As ações odinárias (com direito a voto) da Vale avançaram 0,79%, e os papéis preferenciais do Itaú (sem direito a voto) subiram 2,76% enquanto as ações PN do Bradesco ganharam 4,49% ajudando na alta do Ibovespa.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que considera difícil uma aumento na carga tributária para compensar a perda de receita pública por causa da pandemia de coronavírus.

Com isso, as ações de bancos são beneficiadas já que no Congresso existe um projeto para aumento da Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL) dessas instituições.

Os papeís ordinários da Petrobras subiram 0,53% enquanto os preferenciais encerraram com leve queda de 0,05%.