Bolsas globais recuam em meio a preocupações com nova variante sul-africana. Entenda

·1 min de leitura

NOVA YORK - Os mercados globais recuam com força nesta sexta-feira devido ao surgimento de uma nova variante da Covid-19. O índice futuro do Dow Jones da Bolsa de Nova York cai 2% antes da abertura do pregão. Na Ásia e na Europa, as principais praças também registram queda. O temor é que a cepa sul-africana afete a recuperação econômica global.

O mercado americano estava fechado nesta quinta-feira, por causa do feriado de Ação de Graças, mas amanheceu no terreno vermelho. Além do recuo do Dow Jones, o S&P caía 1,6% e a Nasdaq, 1%, respectivamente, por volta das 6h30.

Na Ásia, a Bolsa de Hong Kong recuava 2,7%, enquanto Tóquio cedia 2,5%. Nos mercados europeus, o nervosismo dos investidores também se refletia nos índices. Londres, Paris e Frankfurt tinham baixas superiores a 3%.

A nova variante está se espalhando rapidamente pela África do Sul. Também já foi detectada em Botswana, Hong Kong e Israel. Segundo o ministro da Saúde da África do Sul, Sajid Javid, há suspeita de que a cepa seja mais transmissível que a Delta.

O governo do Reino Unido já suspendeu voos de seis países africanos devido ao avanço do vírus no continente. Medidas como essa levantam temor entre investidores de que a economia diminua seu ritmo de crescimento, o que afeta diretamente o consumo de bens, entre eles o petróleo.

O barril do tipo Brent, referência no mercado internacional, recua 5% nesta manhã, cotado a US$ 78. O barril do óleo leve americano (WTI) chegou a recuar 6,4%, para US$ 74.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos