Bolsas nos EUA fecham em patamar recorde com boa safra de balanços de empresas

·2 min de leitura

NOVA YORK - Os principais índices de Wall Street fecharam em níveis recorde nesta terça-feira. S&P 500 e Nasdaq alcançaram recordes pela quarta sessão consecutiva. O Dow Jones subiu 0,39%, para 36.052 pontos e pela primeira vez terminou acima de 36 mil pontos.

Por conta do feriado de Finados, a Bolsa de Valores de São Paulo (B3) esteve fechada hoje. Nos EUA, o Nasdaq subiu 0,34%, para 15.649. O S&P avançou 0,37%, para 4.630 pontos.

Segundo analistas, os lucros do terceiro trimestre foram melhores do que o esperado para as empresas americanas, já que a economia continua se recuperando da pandemia do coronavírus.

- Há uma base forte para o desempenho do mercado de ações - disse Bill Northey, diretor sênior de investimentos do US Bank Wealth Management.

As expectativas se voltam agora para quarta-feira. Amanhã, o Federal Reserve (Fed, o banco central do EUA) deve aprovar os planos de reduzir seu programa mensal de compra de títulos de US$ 120 bilhões implementado para ajudar a economia durante a pandemia. Os investidores também estarão focados em comentários sobre as taxas de juros e o quão firme é o recente aumento da inflação.

A expectativa em torno da reunião do Fed também afetou o preço do petróleo. Os futuros em Nova York caíram 0,2% hoje.

Enquanto isso, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados (Opep+) se reunirão no fim da semana para definir a política de produção. Nações como o Kuwait disseram que não há necessidade de adicionar barris mais rapidamente, apesar da pressão dos EUA e do Japão.

Os preços do petróleo atingiram uma alta de sete anos em outubro e a demanda agora está acima de 100 milhões de barris por dia, um nível visto pela última vez antes da pandemia Covid-19, de acordo com a BP.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos