Bolsonarista humilha mulher que pedia ajuda e Luciano Huck rebate: "Atitude desumana"

Luciano Huck compartilhou o vídeo indignado e disse que
Luciano Huck compartilhou o vídeo indignado e disse que "fome não tem ideologia" (Foto: Mauricio Santana/Getty Images)

Luciano Huck rebateu um bolsonarista na tarde deste sábado, 10. O apoiador de Jair Bolsonaro apareceu em um vídeo polêmico. Na publicação, o homem está entregando o que parece ser uma caixa de alimentos para uma mulher, mas diz que vai deixar de oferecer ajuda após ela afirmar que é apoiadora do Lula (PT).

Ele começa o vídeo dizendo que "essa é a campanha do Bolsonaro" (se referindo à assistência prestada), mas muda de atitude. "A senhora é Bolsonaro ou Lula?", pergunta. Após a resposta, o bolsonarista complementa: "A partir de hoje não tem mais marmita. A senhora peça pro Lula, beleza? É a última marmita que vem pra senhora". Constrangida, a mulher sorri para tentar disfarçar a situação e pergunta: "É mesmo?".

Luciano Huck compartilhou o vídeo indignado e disse que "fome não tem ideologia". "Precisamos fortalecer o que nos une e não o que nos separa. Esta atitude ridícula é lamentável e desumana", disse o apresentador, que chegou a ser cogitado como candidato à presidência e tem posicionamentos que geram incertezas no campo político.

Huck, também conhecido por ajudar pessoas em seus programas de TV, completou a crítica pedido ajuda para chegar nessa senhora. "Vamos fazer uma corrente do bem pra ela?". O bolsonarista ainda não identificado.

Confira:

33 milhões de pessoas passam fome no Brasil

A mulher que aparece no vídeo não está sozinha. Hoje, o Brasil tem 33 milhões de pessoas passando fome. Em 1993, eram 32 milhões de pessoas nessa situação, segundo dados semelhantes do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada). A população brasileira, então, era 27% menor que a de hoje.