Bolsonarista pendurado em caminhão e motorista desobedeceram leis de trânsito

Bolsonarista pendurado em para-brisa (Foto: Reprodução/ Redes sociais)
Bolsonarista pendurado em para-brisa (Foto: Reprodução/ Redes sociais)

O bolsonarista que se pendurou no para-brisa de um caminhão e o motorista do veículo desobedeceram diversas leis de trânsito, afirmam especialistas.

A cena aconteceu em Caruaru, Pernambuco, e tomou conta das redes sociais na quinta-feira (3).

O veículo rodou quilômetros depois que o motorista furou o bloqueio promovido pelos bolsonaristas na BR-232, no km 130, levando um homem na dianteira do veículo.

Ao portal g1, o especialista em direito do trânsito, Alex Monteiro, disse que o motorista poderia ser autuado por ameaçar a vida do pedestre que estava em via pública, conforme o Artigo 170 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O advogado especialista em direito do trânsito, Ewerton Morais, falou que homem que dirigia também poderia ser enquadrado no Artigo 235 do CTB.

"Esse artigo destaca que conduzir pessoa, carga ou animais na parte externa do veículo pode configurar infração de trânsito grave, com penalidade de multa, e cinco pontos na carteira. A multa nesse caso é de aproximadamente R$ 195 reais", explicou.

Além disso, o condutor do veículo pode ser detido pela conduta de expor alguém ao risco iminente e pode ser detido pelo prazo de 3 meses a um ano, de acordo com o Artigo 132 do Código Penal. O motorista pode, ainda, entrar na seara criminal.

Já o bolsonarista, os especialistas esclareceram, poderia ser punido por utilizar veículos para deliberadamente interromper ou restringir a circulação sem autorização da autoridade responsável pela via. Ele também poderia receber uma multa gravíssima, de R$ 5 mil.

Por outro lado, mesmo se pendurando em um caminhão, o apoiador de Jair Bolsonaro (PL) não seria penalizado criminalmente.