Bolsonarista preso por ameaçar a Lula e ministro tem prisão prorrogada

Ivan Rejane Fonte Boa Pinto, bolsonarista preso por fazer ameaças a Lula e outros políticos em vídeo. (Foto: Reprodução)
Ivan Rejane Fonte Boa Pinto, bolsonarista preso por fazer ameaças a Lula e outros políticos em vídeo. (Foto: Reprodução)
  • Homem está preso desde o dia 22 de julho

  • Decisão foi justificada pela proteção de provas

  • Ele é investigado por vídeo publicado no YouTube

A prisão do bolsonarista Ivan Rejane Fonte Boa Pinto foi prorrogada por decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), após pedido da Polícia Federal.

Ele é acusado de ameaçar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e ministros do STF. Ivan foi preso na última sexta-feira (22), em Belo Horizonte (MG).

Segundo Moraes, a decisão "mitiga as oportunidades de reações indevidas e impede a articulação com eventuais outros integrantes da associação, que obstruam ou prejudiquem a investigação".

A PF afirmou, no pedido de prorrogação, que o "material apreendido com o investigado está em fase de análise" e que a liberação do investigado "pode causar sérios prejuízos à investigação, com possível supressão de provas".

“Entendo a pertinência da medida, imprescindível para que a autoridade policial avance na análise do material apreendido e na elucidação das infrações penais atribuídas à associação criminosa em toda a sua extensão; bem como analise se há nas informações contidas nos bens e documentos recolhidos elementos que possam ensejar a realização de novas atividades investigativas, além de mitigar as oportunidades de reações indevidas e impedir a articulação com eventuais outros integrantes da associação, que obstruam ou prejudiquem a investigação”, escreveu o ministro na decisão.

A prorrogação também foi apoiada pela Procuradoria-Geral da República.

O homem é investigado por compartilhar um vídeo nas redes sociais, em que ameaça Lula, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e Marcelo Freixo (PSB). “Anda de segurança armada na rua que nós, da direita, vamos começar a caçar você [Lula]. Caçar você, caçar Gleisi Hoffmann, esse Freixo, frouxo do caralho. Todos eles que te cercam, vagabundo”, diz na gravação.

“Sumam do Brasil. Nós vamos pendurar vocês de cabeça para baixo”, declarou o homem, enquanto fazia ameaças também a ministros do STF. Ele então convoca outras pessoas de direita: “vamos expulsar do Brasil esses juízes corruptos e essa esquerda nefasta”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos