Bolsonaristas confundem ação social com golpe militar em SP

Bolsonaristas pedem golpe porque não aceitam resultado da eleição (Foto: Reprodução)
Bolsonaristas pedem golpe porque não aceitam resultado da eleição (Foto: Reprodução)
  • Bolsonaristas pedem golpe militar

  • Apoiadores de Jair Bolsonaro não aceitam derrota na eleição

  • Manifestações golpistas têm gerado memes nas redes sociais

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) que não aceitam o resultado da eleição presidencial passaram vergonha mais uma vez, gerando piadas nas redes sociais.

Soldados do Exército montaram tendas na Praça da Sé, em São Paulo, e grupos bolsonaristas acreditaram que uma intervenção militar no país estava para começar.

No entanto, as barracas vão atender a população em situação de rua durante esta semana.

"20 de novembro de 2022. A gente estava na porta do quartel, do Comando Militar do Sudeste, ficamos sabendo disso aqui e eu vim dar uma olhada. E é verdade. Eles montando uma base, as cabanas... Alguma coisa está acontecendo!", afirma um homem em um dos vídeos.

Apoiadores de Bolsonaro, que saiu derrotado no pleito, estão acampados em frente ao comando militar, na zona sul da capital paulista, pedindo golpe.

De acordo com o jornalista Leonardo Sakamoto, do portal UOL, o Exército é uma das 40 entidades que estão envolvidas na 2ª edição do "Mutirão de Atendimento às Pessoas em Situação de Rua - Pop Rua Jud Sampa", que acontecerá entre os dias 21 e 23 de novembro.