Bolsonaristas: palavra é usada pela primeira vez no 'The New York Times'

Maior jornal do mundo, o The New York Times usou pela primeira a palavra "bolsonaristas". A informação foi divulgada na manhã desta terça-feira pelo perfil do Twitter "New New York Times" (@NYT_first_said), que compila as palavras que aparecem de forma inédita na publicação. O emprego do termo ocorreu na cobertura dos atos terroristas de Brasília, no último domingo, quando apoiadores do ex-presidente, Jair Bolsonaro, invadiram e depredaram as sedes dos Três Poderes para demandar um golpe de estado.

Entenda a lei: Terroristas podem ser denunciados por crime de golpe de estado

Ex-BBB, políticos e influencers: quem são os golpistas identificados em atos terroristas

Bolsonaristas foi usado pela primeira vez no artigo "O 'Trump dos Trópicos' vai à falência", da escritora brasileira Vanessa Bárbara, colaboradora do The New York Times.

No texto, a autora descreve a multidão saqueando o Congresso, a Suprema Corte e o palácio presidencial, diante de uma "nação chocada". Vanessa afirma que este "foi o último ato dos bolsonaristas, apoiadores extremistas do ex-presidente Jair Bolsonaro, que já foi chamado de Trump dos Trópicos".

Os atos terroristas na capital federal ganharam destaque no jornal americano. Uma imagem da ação dos radicais de extrema-direita estampou a capa do The New York Times na edição desta segunda-feira.

A publicação exibiu uma foto dos golpistas na Esplanada dos Ministérios ao lado da chamada "uma multidão frenética invade o congresso". A capa também relatou que "apoiadores de Bolsonaro denunciam fraude eleitoral sem provas", destacando que "o protesto se deu em razão do que eles falsamente alegam ter sido uma eleição roubada".

A reportagem aponta ainda que "a violência é fruto de anos de teorias da conspiração do ex-presidente brasileiro e seus aliados de direita".