Bolsonaro afirma que criação de Ministério do Emprego 'dá uma certa descompressão' em Guedes

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira que a criação do Ministério do Emprego e Previdência "dá uma certa descompressão" no ministro da Economia, Paulo Guedes. Bolsonaro disse que Guedes concordou com a criação da nova pasta, que abrigará áreas que estavam sob sua responsabilidade.

A criação do novo ministério ocorrerá como parte de uma reforma ministerial que Bolsonaro deve fazer na próxima semana. O ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, será deslocado para a Secretaria-Geral, para dar lugar ao senador Ciro Nogueira (PP-AL). Já o atual titular da Secretaria-Geral, Onyx Lorenzoni, irá para o ministério que será criado.

— Dá uma certa descompressão no Paulo Guedes e deixa o Onyx Lorenzoni tratar dessa questão importantíssima que precisamos, sim, além de recuperar empregos, é buscar mais alternativas para atender aos desassistidos — disse Bolsonaro, em entrevista à rádio Banda B.

O presidente ressaltou que o Ministério da Economia foi resultado da junção de "cinco ministérios" e disse que Guedes precisa de um "esforço enorme" para comandar a pasta.

— O Paulo Guedes tem um ministério enorme, ele agregou cinco ministérios no passado, quando assumiu. É um esforço enorme para manter aquele ministério funcionando. E ele mesmo concordou com a tirada dessa parte que é o antigo Ministério do Trabalho e da Previdência para passar a esse novo ministério.

Também nesta quinta-feira, Paulo Guedes minimizou a decisão e afirmou que a criação do ministério não ameaça o "coração" da política econômica. Guedes também elogiou Onyx e ressaltou que ele ajudou a formular a política econômica do governo ainda na campanha eleitoral.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos