Bolsonaro afirma que espera 'casar ou desfazer noivado' com PL em 'pouquíssimas semanas'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

BRASÍLIA — Em meio a divergências com o PL, que causaram o adiamento da sua cerimônia de filiação, o presidente Jair Bolsonaro afirmou neste segunda-feira que espera "casar ou desfazer o noivado" com o partido em "pouquíssimas semanas".

— Eu espero em pouquíssimas semanas, duas, três, no máximo, casar ou desfazer o noivado. Mas eu acho que tem tudo para a gente casar e ser feliz — disse Bolsonaro, na saída da Expo 2020, em Dubai, de acordo com o G1.

No domingo, o presidente do PL, Valdemar Costa Neto, anunciou o adiamento da cerimônia de filiação de Bolsonaro à legenda, que estava marcada para o dia 22. Segundo Costa Neto, a decisão foi tomada "de comum acordo" com Bolsonaro "após uma intensa troca de mensagens na madrugada".

O adiamento da cerimônia foi divulgado horas após Bolsonaro afirma que ainda tem "muita coisa a conversar" com Valdemar e que o "casamento" com o PL poderia "atrasar um pouco".

Bolsonaro e Costa Neto reuniram-se no Palácio do Planalto na quarta-feira. Após o encontro, o presidente da legenda afirmou que a filiação estava definida e que uma cerimônia seria realizada no dia 22 de novembro, em Brasília. Essa informação, no entanto, não foi confirmada pelo Planalto.

No domingo, Bolsonaro citou que precisava discutir com o partido "pautas conservadoras" e política externa, além do palanque em São Paulo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos