Bolsonaro afirma que Petrobras “pode mergulhar Brasil num caos”

Bolsonaro afirmou que a intenção da Petrobras é prejudicar o país e citou a greve dos caminhoneiros de 2018 (Jim WATSON / AFP)
Bolsonaro afirmou que a intenção da Petrobras é prejudicar o país e citou a greve dos caminhoneiros de 2018 (Jim WATSON / AFP)
  • Presidente acusa empresa de querer prejudicar o país e lembrou da greve dos caminhoneiros em 2018

  • Conselho de Administração da Petrobras chegou a fazer uma reunião para verificar se havia a possibilidade de adiar os reajustes, o que não ocorreu

  • Parlamentares se manifestaram contra a empresa e reforçam que aumentos irão prejudicar a população

No mesmo dia em que a Petrobras anunciou o novo reajuste nos preços dos combustíveis, o presidente Jair Bolsonaro declarou que a empresa “pode mergulhar o Brasil num caos”.

Em uma rede social, o presidente postou: “A Petrobrás pode mergulhar o Brasil num caos. Seu presidente, diretores e conselheiros bem sabem do que aconteceu com a greve dos caminhoneiros em 2018, e as consequências nefastas para a economia do Brasil e a vida do nosso povo".

O Conselho de Administração da Petrobras chegou a fazer uma reunião nesta quinta-feira, a pedido do Governo Federal, para verificar se havia a possibilidade de adiar os reajustes até o Congresso aprovar algumas medidas de desoneração para conter a alta dos preços. No entanto, os conselheiros avaliaram que a decisão cabe somente aos diretores da estatal e não ao colegiado.

Manifestações de outros parlamentares

Também em uma rede social, o Ministro das Comunicações, Fábio Faria, afirmou que “enquanto o PR (presidente da República) trabalha pra amenizar os efeitos da crise, baixando impostos federais, a Petrobras faz o contrário para prejudicar a população e a economia brasileira”.

Já o ministro da Secretaria-Geral, Luiz Eduardo Ramos, disse que “se a Petrobras, com os lucros exorbitantes que está tendo, for insensível com o Brasil em um momento tão difícil como agora, o povo brasileiro saberá o que pensar da Cia daqui por diante”.

Aumentos passam a valer amanhã

A Petrobras anunciou, nesta sexta-feira (17), um novo reajuste nos preços da gasolina e do diesel vendidos às distribuidoras. A mudança começa a vigorar a partir deste sábado (18), da seguinte maneira:

  • Gasolina: passa de R$ 3,86 para R$ 4,06 o litro

  • Diesel: passa de R$ 4,91 para R$ 5,61 o litro

A gasolina não sofria reajuste desde 11 de março. Já o diesel passou pela última revisão de preços em 10 de maio. Os preços que serão praticados na bomba – ou seja, repassados diretamente para o consumidor – dependem também de impostos e das margens de lucro de distribuidores e revendedores.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos