Bolsonaro afirma que quer rever paridade internacional do preço da Petrobras

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira que busca rever a política da Petrobras de impor paridade internacional para os preços de combustível. Bolsonaro, contudo, não entrou em detalhes sobre como isso seria feito.

— (A Petrobras) É uma empresa também que eu não tenho domínio sobre ela, tem seu aparelhamento. Ela busca o lucro. Tivemos problema sério no passado, além da corrupção, a questão da paridade com o preço internacional. Estamos buscando rever essa questão — disse o presidente, durante entrevista para o Portal Correio, da Paraíba.

Questionado sobre se o governo já tem estudos sobre a alteração dessa política, no entanto, Bolsonaro falou apenas sobre o cálculo do ICMS.

— Nós temos uma ação no Supremo, já está indo para quatro meses, a gente lamenta ter demorado tanto assim, nós queremos regulamentar um dispositivo de uma emenda constitucional de 2021, para definir o valor do ICMS.

Na mesma entrevista, o presidente disse que pretende começar a pagar em dezembro o vale-gás, criado por meio de uma lei sancionada na segunda-feira.

— A previsão é chegar agora em dezembro. Já em dezembro. O objetivo é atender aquela parte mais carente da nossa sociedade.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos