Bolsonaro anuncia convovação de 625 agentes aprovados para PF e PRF, menos que o prometido por ele

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira que serão chamados mais 625 candidatos aprovadas em concurso da Polícia Federal, e outros 625 da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Na segunda-feira, ele tinha acenado com um número maior: 1.000 novos agentes para cada força.

Na semana passada, o Congresso aprovou o projeto de lei número 1 (PLN 1), abrindo um crédito suplementar de R$ 2,6 bilhões para bancar despesas com pessoal e reforçar o Plano Safra.

— Ontem foi acertado mais 625 vagas para cada força. Foi o que deu para fazer com o PLN 1. Agora os demais, vai ter outra oportunidade, talvez este ano, acabando as eleições — disse Bolsonaro em conversa com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada.

No mesmo local, na segunda-feira, ao ser questionado sobre o assunto, o presidente acenou aumentar de 500 para 1.000 o número de candidatos a serem convocados em cada uma das duas corporações. Diante dos apoiadores, Bolsonaro chegou a ligar para o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, para solicitar um aditivo para dobrar o número de vagas. O presidente pediu que o ministro conversasse com o Ministério da Economia sobre as novas vagas.

— Anderson (Torres), você pediu quanto pra PF e pra PRF? Quantas vagas a mais para cada força você pediu? Se passar mil pra cada um, acha que dá pra resolver? Mil pra cada lado? Então faz um aditivo, pede mil vagas, já que você tá no limite teu, pede mil vagas para cada lado, tá ok? Pode ser? — disse Bolsonaro na segunda ao telefone com o ministro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos