Bolsonaro assinou convênio de R$ 200 mil com ONG de José Aldo no período eleitoral

Bolsonaro assinou liberação de verba à ONG de José Aldo - Foto: Reprodução
Bolsonaro assinou liberação de verba à ONG de José Aldo - Foto: Reprodução
  • Bolsonaro assinou convênio com ONG presidida pelo ex-lutador de MMA José Aldo

  • Acordo foi feito durante período eleitoral e previa liberação de R$ 200 mil para a organização

  • Não há nenhum tipo de registro sobre o evento que deveria ter sido organizado com a verba

O governo de Jair Bolsonaro (PL) assinou um convênio no valor de R$ 200 mil com uma ONG do ex-lutador de MMA José Aldo durante o último período eleitoral.

De acordo com informações publicadas no Portal da Transparência, e divulgadas pelo portal Brasil de Fato, a quantia milionária foi disponibilizada pelo Ministério da Cidadania ao Instituto JAJ, presidido pelo ex-campeão do UFC.

O convênio foi assinado no dia 5 de outubro do ano passado, três dias depois do primeiro turno das eleições, e prevê a realização da Copa Cidadania de Jiu-Jitsu no Rio de Janeiro.

A indicação para a assinatura foi realizada por uma emenda parlamentar individual do deputado federal bolsonarista Felício Lacerda (PP-RJ) e designava o repasse de R$ 199.998,55 em parcela única ao Instituto JAJ por meio da Secretaria Nacional de Esportes.

Convênio foi publicado no Portal da Transparência - Foto: Reprodução/Portal da Transparência
Convênio foi publicado no Portal da Transparência - Foto: Reprodução/Portal da Transparência

Segundo a descrição, a Copa Cidadania de Jiu-Jitsu atenderia "630 crianças e jovens entre 10 e 17 anos de ambos os sexos, todas as faixas e categorias, moradores de comunidades em vulnerabilidade social na cidade de Rio de Janeiro".

Desde então, no entanto, nenhuma divulgação do tal evento foi feito pela internet ou pelas redes sociais. O Instituto JAJ, por sua vez, também não possui página oficial ou perfil nas redes sociais.

O pagamento à ONG de José Aldo ainda não foi finalizado, uma vez que o Instituto JAJ não apresentou conta bancária regularizada para recebê-lo, mas o valor já foi reservado pelo antigo governo e não pode ser investido em outras ações.

Hospedagem a Bolsonaro

Apoiador do ex-presidente, José Aldo é o responsável por hospedar Jair Bolsonaro, sua esposa, Michelle, e a filha Laura, em sua residência na Flórida.

Ao sair do país, Bolsonaro evitou participar da cerimônia de posse do novo presidente, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e atendeu seus apoiadores enquanto acontecia o evento.