Bolsonaro ataca Globo e Luís Roberto em defesa da Copa América no país

·2 minuto de leitura
***FOTO DE ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 01.06.2021- O presidente Jair Bolsonaro.  (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 01.06.2021- O presidente Jair Bolsonaro. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a defender nesta quinta (3) a realização da Copa América no Brasil. Em uma transmissão na internet, ele comparou a organização do torneio com a disputa de jogos da Copa Libertadores no país.

"Acabamos de concluir a primeira fase da Libertadores. Eu não sei quantos times tinham [...]. Gente da Bolívia, do Equador, do Paraguai, da Argentina, e não teve problema nenhum", afirmou Bolsonaro. "E qual o protocolo a ser seguido pelo pessoal da Copa América? Exatamente o mesmo da Libertadores, o mesmo das Eliminatórias da Copa do Mundo."

O presidente disse ainda que "o pessoal que está contra [a realização do torneio de seleções] não deve assistir na sexta-feira (4) Equador x Brasil. Seja coerente", disse, ao se referir à quinta partida do time brasileiro nas Eliminatórias, em Porto Alegre, que terá transmissão da TV Globo.

Durante a transmissão, Bolsonaro fez novos ataques à emissora carioca. Ele citou um desabafo do narrador Luís Roberto, que se manifestou contrário ao país sediar a competição. Segundo o presidente, o profissional só é contra a realização da Copa América porque os direitos de transmissão pertencem ao SBT.

"Qual o nome daquele cara que falou um montão de besteira aí? Luís Roberto. Deu tapa na cara, só faltou ele baixar as calças. Só faltou isso aí, mostrar o bumbum dele branquelo. Só faltou isso aí. Ele está contra por quê? Porque quem vai transmitir é o SBT", disse o presidente.

Após o anúncio de que o Brasil passaria a ser sede do torneio, o senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) instaurada para investigar ações e omissões da gestão Bolsonaro na pandemia de Covid-19, manifestou-se contrário a realização do campeonato.

A mesma posição foi defendida pelo relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL). Os dois foram alvos de ataques do presidente durante a live desta quinta.

"A CPI falou que era o quê? O torneio da morte. Renan Calheiros, o que mata a gente não é quem mandar dinheiro para estádio, é para quem desvia dinheiro de estádio. E falar em desvio, você tem um PhD do seu lado, fala com Osmar [Omar Aziz]. Ele é PhD em desvio de recurso."

A Copa América será realizada no Brasil de 13 de junho a 10 de julho. Quatro cidades vão abrigar os jogos da competição: Brasília, Rio de Janeiro, Cuiabá e Goiânia.

No primeiro dia de disputa, a seleção brasileira enfrentará a Venezuela, no estádio Mané Garrincha, na capital federal. A decisão está marcada para o Maracanã, no Rio de Janeiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos