Bolsonaro ataca jornalista Vera Magalhães e Tebet e diz que são uma vergonha

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro (PL) atacou a jornalista da TV Cultura Vera Magalhães, que o questionou sobre vacinação.

"Vera, não podia esperar outra de você. Acho que você dorme pensando em mim. Você tem alguma paixão por mim. Você não pode tomar partido num debate como esse, fazer acusações mentirosas ao meu respeito. Você é uma vergonha para o jornalismo brasileiro", disse Bolsonaro exaltado.

Durante o ataque, Ciro Gomes (PDT) aparece rindo. Simone Tebet (MDB) saiu em defesa da jornalista e acusou o presidente de atacar mulheres. Bolsonaro, então, passou a mirar Tebet.

"A senhora é uma vergonha para o Senado, não vem com essa historinha de que eu ataco mulheres, de se vitimizar".

A também senadora e candidata Soraya Thronicke (União Brasil) saiu em defesa da colega.

No último bloco do debate, quando candidatos puderam fazer perguntas para os seus adversários, Tebet questionou o presidente por que ele tinha "tanta raiva das mulheres"

Na resposta, Bolsorano disse que o questionamento era uma "forma barata" de acusá-lo de atacar e agredir as mulheres.

Para o primeiro debate presidencial de 2022 foram convidados Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL), Ciro Gomes (PDT), Simone Tebet MDB), Luiz Felipe d'Avila (Novo) e Soraya Thronicke (União Brasil).