Bolsonaro atinge pior marca e tem 24% de aprovação, mostra Datafolha

·2 minuto de leitura
Brazilian President Jair Bolsonaro gestures during the 'Socio-environmental Actions and Adherence to the Adopt a Park Programme' event at Planalto Palace in Brasilia, on May 12, 2021. (Photo by Sergio Lima / AFP) (Photo by SERGIO LIMA/AFP via Getty Images)
Presidente Jair Bolsonaro tem a menos aprovação desde o início do governo (Foto: Sergio Lima/AFP via Getty Images)
  • Bolsonaro tem 24% de aprovação, segundo o Datafolha

  • Índice é o mais baixo desde que presidente assumiu o cargo

  • Desde dezembro de 2020, Bolsonaro perdeu 13 pontos percentuais de aprovação

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem 24% de aprovação, o pior índice desde que assumiu a presidência da República em janeiro de 2019. O levantamento foi feito pelo Datafolha e mostra uma queda de 6 pontos percentuais em relação a março, quando o índice aprovação era de 30%.

A pesquisa foi feita com 2.071 pessoas em 146 municípios brasileiros nos dias 11 e 12 de abril. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Leia também

O índice de brasileiros que consideram o governo ruim ou péssimo era de 44% e atingiu 45%. Os que consideram o governo regular são 30%, comparado com os 24% de março. Entre os entrevistados, 1% não opinou.

Desde dezembro, a popularidade de Bolsonaro está caindo. Naquele mês, 37% consideravam o governo como ótimo ou bom – a queda total foi de 13 pontos percentuais. Ao mesmo tempo, a desaprovação cresceu desde então, de 32% para 45%.

O crescimento da rejeição de Bolsonaro coincide com o início da CPI da Covid no Senado, que investiga a ingerência do governo durante a pandemia de coronavírus. Além disso, a vacinação no país anda a passos lentos.

Desde 1989, a rejeição de Bolsonaro com 2 anos e 5 meses de mandato só não é pior que a de Fernando Collor de Mello. Naquela ocasião, o então presidente acumulava 68% de brasileiros que consideravam o governo ruim ou péssimo e apenas 9% achavam a gestão Collor boa ou ótima.

Eleições 2022

Além da rejeição de Bolsonaro subir, o atual presidente aparece em desvantagem na pesquisa eleitoral para 2022. Ao Datafolha, 54% dos brasileiros afirmam que não votariam em Bolsonaro de jeito nenhum. A rejeição de Lula é menor, de 36%.

A nova pesquisa eleitoral Datafolha mostra que o ex-presidente Lula (PT) é o favorito para a eleição presidencial de 2022. Segundo o levantamento, o petista aparece com 41% das intenções de voto no primeiro turno. Jair Bolsonaro (sem partido), em seguro lugar, tem 23%.

  • Lula: 41%

  • Bolsonaro: 23%

  • Sergio Moro: 7%

  • Ciro Gomes: 6%

  • Luciano Huck: 4%

  • João Doria: 3%

  • Luiz Henrique Mandetta: 2%

  • João Amoedo: 2%

  • Branco/nulo/nenhum: 9%

  • Não sabe: 4%

Segundo turno

Em um eventual segundo turno entre Lula e Bolsonaro, o petista também tem vantagem e venceria com 55% contra 32% do atual presidente da República.

Lula também venceria Moro: 55% contra 33%. João Doria também perderia para o petista: 57% para Lula e 21% para o tucano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos