Bolsonaro autoriza privatização dos Parques Nacionais dos Lençóis Maranhenses, de Jericoacoara e do Iguaçu

Dunas: paisagem forma o 'deserto brasileiro' nos Lençóis Maranhenses

RIO — O governo federal publicou na edição desta terça-feira do Diário Oficial da União um decreto do presidente Jair Bolsonaro que inclui os Parques Nacionais dos Lençóis Maranhenses (MA), de Jericoacoara (CE) e do Iguaçu (PR) no Plano Nacional de Desestatização do Ministério da Economia. Na prática, a medida abre as portas para a privatização das três unidades de conservação, que estão entre os pontos turísticos mais visitados do Brasil.

Segundo o texto assinado por Bolsonaro na última segunda-feira, o plano de desestatização dos parques tem como objetivo a "concessão daprestação dos serviços públicos de apoio à visitação, com previsão do custeio de açõesde apoio à conservação, à proteção e à gestão".

O decreto também prevê que Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDESseja contratado "para elaborar os estudos necessários às concessões" e para dar suporte à supervição dos serviços técnicos e de revisão de produtos contratados.