Bolsonaro cancela evento com medalhistas olímpicos após ministro testar positivo para Covid-19

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Após o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, ter testado positivo para Covid-19, o Governo Federal cancelou um evento, que realizaria nesta quinta-feira, com atletas olímpicos que conquistaram medalhas nos jogos de Tóquio e que contaria com a presença do presidente Jair Bolsonaro. Queiroga integrou a comitiva presidencial que viajou à Nova York para a Assembleia-Geral da ONU. Por causa do diagnóstico, a missão brasileira retornou ao país antes do previsto e o ministro precisou ficar nos EUA para cumprir quarentena.

A Anvisa emitiu uma recomendação para que todos aqueles qe estiveram com Queiroga, inclusive Bolsonaro, façam isolamento de 14 dias. O órgão enviou um ofício à Casa Civil detalhando as recomendações. A Anvisa lembrou que o cumprimento do período de isolamento consta no Guia de Vigilância Epidemiológica para COVID-19 publicado pelo Ministério da Saúde

A Secretaria Especial de Esportes está encarregada de avisar ao Comitê Olímpico do Brasil (COB) e as confederações sobre o cancelamento do evento. A lista de atletas que participaria do encontro com Bolsonaro não foi divulgada, mas a maioria dos medalhistas presentes seriam militares.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos