Bolsonaro cancela videoconferência durante reinauguração da base brasileira na Antártica

Elcio Braga, enviado especial
Militares aguardam chegada do vice-presidente Hamilton Mourão. Ao fundo, o navio Almirante Maximiano, com alguns convidados da solenidade de inauguração da base científica brasileira

ILHA REI GEORGE, Antártica — O presidente Jair Bolsonaro cancelou a videoconferência que faria durante a reinauguracão da Estação Antártica Comandante Ferraz, nesta quarta-feira (15). A informação só chegou uma hora e meia antes da cerimônia, que acontece às 20h30.A organização do evento trabalhara mais de um ano planejando a solenidade com a presença de Bolsonaro, dando maior peso politico ao evento. Mas o presidente anunciou às vésperas do Natal que não poderia ir à Antártica devido a outro compromisso.

Leia mais:Nova estação brasileira na Antártica vira atração turísticaUm militar contou que houve desapontamento com a notícia. A decisão do vice Hamilton Mourão aceitar participar da cerimônia atenuou um pouco a frustração.A presenca de Bolsonaro já havia sido anunciada na reinauguração programada inicialmente para março do ano passado. Como Bolsonaro estava se recuperando de cirurgia, ele não poderia comparecer. Um grupo de jornalistas chegou a ser levado à base, já pronta, mas com detalhes e checagens a serem realizadas.A reinauguracão foi então adiada para 14 de fevereiro, com a presenca do presidente. À época se alegou que a estação não ficara pronta à tempo.