Bolsonaro chama Lula de 'malandro' e 'sem caráter' em evento do agronegócio

O presidente Jair Bolsonaro chamou nesta quarta-feira o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de "malandro" e "sem caráter" por ter defendido a regulação da agroindústria. Bolsonaro participou de um evento do agronegócio e fez diversas críticas a Lula, seu principal concorrente nas eleições neste ano.

Em seu programa de governo, apresentado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Lula afirmou que é "imprescindível agregar valor à produção agrícola, com regulação e a constituição de uma agroindústria de primeira linha, de alta competitividade mundial".

Durante o Encontro Nacional do Agro, promovido pela Confederação da Agricultura e Pecuária (CNA) em Brasília, o tema foi citado pelo ministro da Agricultura, Marcos Montes.

— Ele entregou o plano e lá ressaltava um termo que eu vou ler: a regulação da produção agrícola. Regulação da produção agrícola. Regular um setor que produz 300 milhões de toneladas. Que abriu mais de 200 mercados lá fora.

Depois, em seu discurso, Bolsonaro voltou ao tema:

— A proposta de regulação da produção agrícola o cara já retirou do programa de governo dele. Malandro, como sempre. Sem caráter. Um bêbado que quer dirigir o Brasil

Apesar do presidente afirmar que a proposta foi retirada, o trecho continuava na versão do plano de governo disponível no site do TSE.

O evento teve aspectos de comício. O presidente da CNA, João Martins, elogiou Bolsonaro e criticou Lula, assim como diversos oradores. Além disso, apesar de não ter cargo público, o candidato a vice na chapa do presidente, o ex-ministro Walter Braga Netto, era um dos presentes no palco.