Bolsonaro chora em culto durante a campanha

***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 27.04.2022 - O presidente Jair Bolsonaro (PL) participa de encontro com parlamentadores em Brasília. (Foto: Antonio Molina/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 27.04.2022 - O presidente Jair Bolsonaro (PL) participa de encontro com parlamentadores em Brasília. (Foto: Antonio Molina/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-ministro do Turismo Gilson Machado publicou em uma rede social nesta sexta-feira (11) um vídeo no qual o presidente Jair Bolsonaro (PL) aparece chorando em um encontro de pastores.

A reunião aconteceu em 13 de outubro, em uma viagem que o chefe do Executivo fez ao Recife. Segundo Machado, Bolsonaro estava emocionado com as palavras do pastor Paulo Garcia.

Na imagem, o presidente aparece enxugando as lágrimas. Na sequência, apoia-se sobre os joelhos e abaixa a cabeça e, nesse momento, é amparado pelo ex-ministro e pelo senador eleito Magno Malta (PL-ES).

Ao fundo é possível ouvir o pastor. "Uma palavra de Deus ao seu coração agora. Ele diz: 'Eu sei das lágrimas que você tem derramado em secreto, mas agora eu quero honrá-lo em público'", diz. As pessoas no local respondem com "Aleluia".

Desde que perdeu a eleição para Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Bolsonaro tem se mantido recluso ao Palácio da Alvorada.

Desde então, foi duas vezes apenas ao Palácio do Planalto, de onde despacha. A primeira foi no dia seguinte à eleição. Na ocasião, o presidente teve encontro com Paulo Guedes (Economia) e outros ministros, permanecendo algumas horas no seu local de trabalho.

Depois, na quinta-feira da semana passada (3), ele teve uma passagem relâmpago pelo Planalto, onde ficou por cerca de meia hora. Foi cumprimentar o vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), que estava no local para a primeira reunião da transição.

Aliados afirmam que Bolsonaro ainda está digerindo a derrota.