Cirurgia foi descartada e Bolsonaro receberá tratamento clínico, diz boletim

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Brazil's President Jair Bolsonaro adjusts his protective mask during a ceremony at the Planalto presidential palace, in Brasilia, Brazil,Tuesday,  June 1, 2021, amid the new coronavirus pandemic. (AP Photo/Eraldo Peres)
Brazil's President Jair Bolsonaro adjusts his protective mask during a ceremony at the Planalto presidential palace, in Brasilia, Brazil,Tuesday, June 1, 2021, amid the new coronavirus pandemic. (AP Photo/Eraldo Peres)

O primeiro boletim médico após a internação de Jair Bolsonaro (sem partido) informou que o presidente permanecerá internado e em observação. A cirurgia de emergência foi descartada neste primeiro momento. O boletim médico foi divulgado pelo Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, onde o presidente foi internado. As informações são do G1.

"O Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, foi transferido na noite desta quarta-feira para o Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, após passar por uma avaliação no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, e ser diagnosticado com um quadro de suboclusão intestinal. Após avaliações clínica, laboratoriais e de imagem realizadas, o Presidente permanecerá internado inicialmente em tratamento clínico conservador", diz o texto divulgado pelo hospital.

O presidente enfrenta um quadro de obstrução intestinal e foi transferido de Brasília para São Paulo para a realização de exames e avaliação.

Leia também

Bolsonaro (sem partido) foi para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e precisou ser intubado por precaução. As informações foram dadas pelo filho, o deputado Flávio Bolsonaro, em entrevista para a Jovem Pan. Em avaliação para cirurgia de retirada de parte do intestino, o presidente se queixava de um soluço interminável há cerca de 12 dias.

"Foi realmente para uma Unidade de Tratamento Intensiva, para ficar ali em observação, com os cuidados melhores. Chegou a ser intubado, sim, para evitar que ele bronco aspirasse o líquido que tava vindo do seu estômago. Isso já havia acontecido em uma das cirurgias passadas que ele fez. Por precaução, apenas, nada de grave", disse Flávio Bolsonaro. Conforme publicado pelo G1, a ambulância com o presidente chegou ao hospital Vila Nova Star, na Zona Sul de SP, por volta de 19h40 de hoje.

O parlamentar seguirá ao lado da família para São Paulo para acompanhar a recuperação do pai.

Na tarde de hoje, Bolsonaro foi levado para São Paulo para fazer exames complementares e, assim, definir se fará uma cirurgia de emergência. O procedimento seria para retirada de parte do intestino.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos