Bolsonaro citou informações erradas sobre presidente da Colômbia e Lula a apoiadores

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Jair Bolsonaro com apoiadores em Brasília, em 20 de junho de 2022 (Foto: YouTube / Reprodução)
Jair Bolsonaro com apoiadores em Brasília, em 20 de junho de 2022 (Foto: YouTube / Reprodução)
  • Na última segunda-feira (20), Bolsonaro falou sobre vitória de Gustavo Petro na Colômbia a apoiadores

  • Na ocasião, o presidente comentou que o colombiano fez parte do Movimento de Esquerda Revolucionária e afirmou que Lula associou roubos de celular à compra de cerveja

  • Informações, no entanto, são falsas

A apoiadores, o presidente Jair Bolsonaro (PL) reproduziu informações erradas ao falar sobre o movimento de luta armada, do qual Gustavo Petro, recém eleito presidente da Colômbia, fez parte. Além disso, Bolsonaro o comparou com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e se referiu a um vídeo manipulado de Lula.

Confira a apuração da reportagem do Yahoo! Notícias sobre as declarações do presidente:

Cerveja e celulares roubados

"Vocês viram o discurso de hoje do novo presidente da Colômbia? 'Soltar todos os meninos presos, todos'. O Lula vai soltar os menininhos que mataram alguém por um celular para tomar uma cerveja"

Presidente Jair Bolsonaro a apoiadores em 20 de junho de 2022

Logo após a vitória na Colômbia, o presidente Gustavo Petro discursou a favor da libertação de jovens presos em razão de protestos ocorridos no país em 2021. Bolsonaro criticou a fala do presidente colombiano e fez uma comparação com Lula.

No entanto, o presidente se baseou em um discurso manipulado do ex-presidente, já verificado pela redação do Yahoo! Notícias. Em sua fala original, em uma entrevista de 2017, Lula relacionou o crescimento da violência ao aumento da pobreza: "Então, vira uma indústria de roubar celular. Para que roubar um celular? Para vender, para ganhar um dinheirinho. Eu penso que essa violência que está em Pernambuco é causada pela desesperança", disse.

Em outro momento, ele tratou sobre o ódio na sociedade brasileira e utilizou times de futebol como metáfora: "O ódio está disseminado no país [...]. É preciso distensionar, para a sociedade perceber que a torcida do Santa Cruz e do Sport não são inimigas. São adversárias durante o jogo, depois vão para o bar tomar cerveja junto".

Em outras oportunidades em que o ex-presidente falou sobre o roubo de celulares, como em 2019 e em maio de 2022, ele não fez afirmações semelhantes à reproduzida por Bolsonaro.

Luta armada

"[Gustavo Petro] é um ex guerrilheiro do MIR, Movimento Esquerda Revolucionária"

Presidente Jair Bolsonaro a apoiadores em 20 de junho de 2022

O presidente afirmou ainda que o atual presidente da Colômbia fez parte do MIR (Movimento de Esquerda Revolucionária, em espanhol Movimiento de Izquierda Revolucionaria). O movimento esquerdista, no entanto, se deu no Chile entre os anos 60 e 70 e não na Colômbia.

Petro foi membro, na verdade, do movimento guerrilheiro M-19 (Movimento 19 de Abril, em espanhol Movimiento 19 de Abril), que existiu entre os anos 70 e final dos anos 80. O nome do movimento faz referência à data de 19 de abril de 1970, quando o conservador Misael Pastrana Borrero ganhou as eleições colombianas. A partir de então, grupos apoiadores de Gustavo Rojas Pinilla, um general derrotado por Pastrana, começaram a questionar a lisura daquela eleição dando origem ao grupo tempos depois.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos