Bolsonaro confirma que autorizou Copa América no Brasil

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira que, no que depender do governo federal, a Copa América 2021 acontecerá no Brasil. Na segunda-feira, após a Conmebol anunciar o país como nova sede, o ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, afirmou que a realização do torneio ainda não estava confirmada.

Agora, Bolsonaro disse que consultou "todos os ministros interessados", inclusive o da Saúde, e disse que todos concordaram. O presidente não mencionou as exigências citadas por Ramos na véspera, como a não presença de público e a vacinação de todos os jogadores e integrantes das delegações.

— Copa América. Sim. Fui instado no dia de ontem, pela CBF. Conversei com todos os ministros interessados. Da nossa parte, positivo — disse Bolsonaro, em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada. — No que depender de mim, e de todos os ministros, inclusive da Saúde, está acertado, haverá. Protocolo é o mesmo da Libertadores.

Como o GLOBO mostrou, Bolsonaro foi acionado diretamente pelo presidente da CBF, Rogério Caboclo, na manhã de segunda-feira para falar sobre o interesse da Conmebol em realizar a Copa América no Brasil. O presidente se mostrou favorável imediatamente, segundo interlocutores e comunicou ao secretário especial de Esportes, Marcelo Magalhães, do início das negociações.

Nesta terça, o presidente confirmou que deu o "sinal verde" após ser consultado pela CBF:

— O Brasil foi sondado pela CBF e eu dei sinal verde, no que depender do governo federal.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos