Bolsonaro confirma visita à Índia em janeiro para ampliar comércio e cooperação, diz Planalto

.

(Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro confirmou uma visita à Índia em janeiro para buscar entendimentos comerciais e aprofundar a cooperação em áreas como ciência e tecnologia e biocombustíveis, informou o Palácio do Planalto após encontro de Bolsonaro com o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi.

Modi está no Brasil para o encontro dos Brics --grupo composto por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul--, e durante a reunião bilateral com Bolsonaro o convidou para comparecer às festividades do Dia da República, na Índia, em janeiro do próximo ano, de acordo com nota do Planalto sobre o encontro.

"O presidente Jair Bolsonaro confirmou sua aceitação do convite para participar, como convidado principal, das comemorações do Dia da República, na Índia, em 26 de janeiro de 2020. Disse querer aproveitar a visita para novos entendimentos comerciais e para aprofundar a cooperação numa série de áreas, como biocombustíveis e ciência e tecnologia", afirma a nota.

"O presidente brasileiro concordou com o primeiro-ministro Modi quanto ao grande potencial da cooperação bilateral e manifestou o desejo de fortalecer a parceria estratégica indo-brasileira. Ressaltou ser importante prever, por ocasião de sua visita à Índia, atividades paralelas para aproximar os setores privados dos dois países", acrescenta a nota.

O encontro dos líderes dos países dos Brics acontece em Brasília entre esta quarta e a quinta-feira. Mais cedo, Bolsonaro se reuniu com o presidente da China, Xi Jinping, e pediu que o país asiático, maior parceiro comercial do Brasil, aumente a importação de produtos brasileiros de maior valor agregado.


(Por Eduardo Simões, em São Paulo)