Bolsonaro conversa com presidente eleito do Equador e deve ir à posse

·1 minuto de leitura
Presidente Jair Bolsonaro

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro disse ter conversado nesta sexta-feira com o presidente eleito do Equador, Guillermo Lasso, e informou que deve ir à posse do novo chefe de Executivo sul-americano no final de maio.

"Conversei hoje com @LassoGuillermo , presidente eleito do Equador. Reafirmei minha admiração pelo povo equatoriano e meu compromisso com o avanço das relações entre nossos países. Também saudei sua vitória, que reforçará nossa luta em defesa da democracia e da liberdade na região", disse ele, no Twitter.

"Se Deus permitir, no dia 24 de maio estaremos em Quito representando o nosso Brasil em sua posse como presidente constitucional da República do Equador", completou, em outra postagem.

No domingo passado, o banqueiro Guillermo Lasso obteve uma vitória surpreendente sobre o economista socialista Andrés Arauz no segundo turno, encaminhando o país para a manutenção de políticas de livre mercado, ao invés de uma volta ao socialismo.

A conquista, uma notícia bem-vinda para investidores tensos com as promessas de grandes gastos sociais de Arauz tendo em vista as finanças estatais frágeis, contraria uma tendência latino-americana recente de triunfos eleitorais da esquerda, como na Argentina, na Bolívia e no Chile.

Mas Lasso enfrentará a tarefa desafiadora de ressuscitar uma economia que passa apertos desde o surto brutal de coronavírus do ano passado, que disparou nos últimos meses à medida que os esforços de vacinação travaram.

(Reportagem de Ricardo Brito)