Bolsonaro convoca população para dia de “jejum e oração” pela liberdade

·2 minuto de leitura
Bolsonaro convocou seus apoiadores para dia de oração e jejum (AP Photo/Eraldo Peres)
Bolsonaro convocou seus apoiadores para dia de oração e jejum (AP Photo/Eraldo Peres)

Em meio ao caos em todo o país por causa da Covid-19, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) utilizou as redes sociais para convocar o povo brasileiro para um dia de “jejum e oração” nesta segunda-feira.

“Aos que puderem, amanhã, 29/03/2021, teremos um dia de jejum e oração pelo bem e pela liberdade de nossa nação”, escreveu no Twitter na noite do último domingo.

Leia também:

Bolsonaro garantiu estar “lutando com todas as forças” contra o coronavírus, mas voltou a destacar o combate também ao “desemprego” e “sem abrir mão da dignidade de cada um”. O presidente tem insistentemente atacado a possibilidade de medidas mais restritivas na luta com a pandemia justamente com a justificativa de impedir um suposto colapso econômico.

“Seguiremos lutando com todas as nossas forças contra o vírus e o desemprego; pela vida, mas sem abrir mão da dignidade de cada um. A batalha é dura e dolorosa, mas juntos, ao lado de Deus, nós venceremos! Abençoado seja o nosso Brasil e o povo brasileiro! Bem-aventurada é a nação cujo Deus é o Senhor (Salmo 33:12)”, completou.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Em abril do ano passado, Bolsonaro já havia feito este mesmo pedido durante entrevista à Rádio Jovem Pan, convocando seus apoiadores a um dia de jejum na luta contra a Covid-19. Na época, o Brasil havia tido pouco mais de 200 mortes pelo vírus. Dias depois, dezenas de seguidores do presidente foram ao Palácio da Alvorada, em Brasília, para uma oração coletiva.

Declarações de Bolsonaro têm feito efeito entre seus apoiadores (AP Photo/Silvia Izquierdo)
Declarações de Bolsonaro têm feito efeito entre seus apoiadores (AP Photo/Silvia Izquierdo)

Brasil registra 1.656 mortes no domingo

O Brasil registrou 1.656 novas mortes pelo novo coronavírus e 44.326 casos da doença neste domingo (28). Com isso, o total de mortos chegou a 312.206 e o de casos a 12.534.688, de acordo com o painel atualizado pelo Conass (Conselho Nacional dos Secretários de Saúde), um sistema próprio de informações que reúne dados de contaminados e de óbitos em contagem paralela à do governo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos