Bolsonaro convoca presidente da Petrobras e ministros para tratar de preços de combustíveis

Gustavo Maia e Marcello Corrêa
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira que convocou o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, e ministros da área econômica para tratar do preço de combustíveis.

— Amanhã vou ter uma reunião envolvendo o ministro da Infraestrutura (Tarcísio Freitas), da Economia (Paulo Guedes), de Minas e Energia (Bento Albuquerque), presidente da Petrobras para falar sobre combustível — afirmou o presidente, durante transmissão ao vivo nas redes sociais.

Bolsonaro acrescentou que não considera o encontro uma interferência do governo federal na Petrobras. Segundo ele, o objetivo da reunião é esclarecer dúvidas sobre a composição do preço de combustíveis, que tem sido alvo da insatisfação de caminhoneiros nas últimas semanas.

— (Dizem:) "Ah, a Petrobras não pode sofrer interferência". Ninguém está interferindo na Petrobras. Mas vocês têm que saber qual é a composição do preço final, por exemplo, no diesel — afirmou.

Em outro momento da transmissão, o presidente chegou a mencionar que a privatização da Petrobras entrará na pauta da reunião, mas não deu detalhes se o governo proporia alguma medida nesse sentido.

— Amanhã quero botar em pratos limpos isso aí. Convoquei todos os ministros e o presidente da Petrobras e mais alguns que vão aparecer lá. Eu quero tratar de forma pública essa questão. A Petrobras é uma empresa aí importante, sim. Tem que ser privatizada ou não? Qual é a sua opinião. É isso que queremos conversar amanhã — afirmou o presidente.

Segundo Bolsonaro, o encontro deve servir para encontrar uma solução para viabilizar a redução de impostos sobre combustíveis. Ele sugeriu que o Congresso avance em um projeto de lei para diminuir o impacto do ICMS sobre os preços:

— Amanhã tem que sair uma proposta, talvez um projeto de lei, e o Parlamento que decida.