Bolsonaro cria programa para ofertar serviço de banda larga na Amazônia

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro editou um decreto que cria um programa com o objetivo de oferecer serviços de banda larga de boa qualidade à população da região amazônica, um atendimento a exigências que haviam sido formuladas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e na iminência de ser publicado o edital para o leilão do 5G.

O Programa Amazônia Integrada e Sustentável (Pais), segundo a Secretaria-Geral da Presidência, tem por objetivo implantar uma rede de transporte de fibra óptica de alta capacidade ao longo dos rios da região amazônica e de redes metropolitanas nos municípios conectados à rede de transporte.

Segundo o governo, as redes implantadas vão permitir a conexão de estabelecimentos públicos, como instituições de ensino, unidades de saúde, hospitais, bibliotecas, instituições de segurança pública e tribunais.

(Reportagem de Ricardo Brito)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos