Bolsonaro critica decisão do STF sobre vacina: 'não vai ter pra todo mundo'

Gustavo Maia e Manoel Ventura
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro afirmou na noite desta quinta-feira que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de autorizar o poder público a impor sanções a quem não tomar a vacina contra a Covid-19 pode ter sido "uma medida inócua", porque o governo não tem como imunizar todos até o fim do ano que vem. Desta forma, quem eventualmente poderia ser atingido por medidas restritivas não teria como ser punido, por falta de acesso à vacina.

— Tomou uma medida antecipada, nem vacina tem, não vai ter pra todo mundo — declarou Bolsonaro, durante transmissão ao vivo na internet.

— O que o Supremo decidiu? Se você não quiser tomar vacina, eu, o presidente da República, os governadores ou prefeitos podem impor medidas restritivas a você, [...] não pode tirar passaporte, carteira de habilitação, pode botar em prisão domiciliar, olha que lindo... — comentou, ao explicar a decisão para apoiadores na live.

O presidente destacou que o único voto vencido no julgamento foi o do ministro Kassio Nunes Marques, o único indicado por ele na atual composição da Corte. Ele votou para que apenas o governo federal tenha a possibilidade de impor as sanções.

— Nada mais justo. Quando se fala em vacinação e saúde, tem que ter uma hierarquia.