Bolsonaro defende cloroquina em "guerra" contra coronavírus mesmo sem comprovação científica

Presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro usou o Twitter para informar sobre a nova orientação do Ministério da Saúde para incluir o uso da cloroquina no tratamento de casos leves do novo coronavírus, mas admitiu que o uso do medicamento ainda não tem comprovação científica.

“Ainda não existe comprovação científica, mas (está) sendo monitorada e usada no Brasil e no mundo. Contudo, estamos em guerra: ‘Pior do que ser derrotado é a vergonha de não ter lutado’”, escreveu o presidente.

Bolsonaro ressaltou ainda que o uso em casos leves deve ser feito com recomendação médica e autorização do próprio paciente ou da família.