Bolsonaro demite ministro do Turismo

·2 minuto de leitura
Brazilian President Jair Bolsonaro (R) speaks with his Tourism Minister Marcelo Alvaro Antonio during the launch of a program for the resumption of tourism, a sector severely affected by the new coronavirus outbreak, at Planalto Palace in Brasilia, on November 10, 2020. - Brazil's decision to halt trials of a Chinese-developed Covid-19 vaccine triggered a politically charged row Tuesday as a top health official expressed "indignation" and far-right President Jair Bolsonaro claimed the ruling as a personal victory. (Photo by EVARISTO SA / AFP) (Photo by EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
Brazilian President Jair Bolsonaro (R) speaks with his Tourism Minister Marcelo Alvaro Antonio during the launch of a program for the resumption of tourism, a sector severely affected by the new coronavirus outbreak, at Planalto Palace in Brasilia, on November 10, 2020. - Brazil's decision to halt trials of a Chinese-developed Covid-19 vaccine triggered a politically charged row Tuesday as a top health official expressed "indignation" and far-right President Jair Bolsonaro claimed the ruling as a personal victory. (Photo by EVARISTO SA / AFP) (Photo by EVARISTO SA/AFP via Getty Images)

O presidente Jair Bolsonaro demitiu, nesta quarta-feira (9), o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. O presidente da Embratur, Gilson Machado, é o nome mais cotado para assumir interinamente o cargo.

O presidente estuda oferecer o ministério a partidos do chamado Centrão em troca de apoio a Arthur Lira (PP-AL), candidato apoiado pelo Planalto, na disputa pela presidência da Câmara.

Leia também

Bolsonaro teria ficado irritado com mensagem que Álvaro mandou no grupo de ministros atacando Luiz Eduardo Ramos, chefe da Secretaria de Governo. Na mensagem, Álvaro Antônio acusou Ramos de conspirar junto a Bolsonaro para tirá-lo do cargo por conta das negociações com líderes do Centrão.

No texto, Álvaro Antônio diz que Ramos é "traíra" e chegou a "pedir sua cabeça".

"Pede minha cabeça pra suprir sua própria deficiência", acusa o ministro do Turismo.

No fim de outubro, o clima esquentou entre os ministros do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e de Governo. Salles escreveu uma mensagem no Twitter pedindo que Ramos deixe de lado a postura de “Maria Fofoca”.

Marcelo Álvaro Antônio foi acusado de comandar um laranjal do PSL em Minas Gerais, usando candidaturas femininas para desviar dinheiro do fundo partidário.

Gilson Machado é mais conhecido como o sanfoneiro que apareceu em live do presidente, fazendo uma “homenagem” a vítimas da covid-19.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos