Bolsonaro deve retomar viagens com visitas a Bahia, Piauí e Rio Grande do Sul

Daniel Gullino
O presidente Jair Bolsonaro, durante passeio de moto por Brasília

BRASÍLIA — Após ficar quase 20 dias sem sair do Palácio da Alvorada, devido à Covid-19, o presidente Jair Bolsonaro deve retomar nesta semana a agenda de viagens pelo país. A previsão é que Bolsonaro visite a Bahia e o Piauí na quinta-feira e o Rio Grande do Sul na sexta-feira.

Na quinta-feira, o roteiro prevê uma ida a São Raimundo Nonato (PI), para visitar a Serra da Capivara e para Campo Alegre de Loures (BA), para inaugurar a adutora que capta água do Rio São Francisco. Na sexta-feira, Bolsonaro deverá participar da entrega de um conjunto habitacional em Magé (RS). O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, deve acompanhá-lo.

A viagem para a Bahia e o Piauí estava prevista para início de julho, mas foi adiada por causa do diagnóstico de Bolsonaro do novo coronavírus. O presidente ficou em isolamento forçado no Alvorada entre os dias  e 25 de julho. Neste período, realizou quatro testes para detectar a doença. 

Na terça-feira passada, Bolsonaro chegou a dizer que pretendia viajar ainda naquela semana, caso recebesse um resultado negativo. O exame naquele dia, contudo, teve diagnóstico positivo e o presidente teve que adiar o compromisso. 

Bolsonaro voltou a despachar no Palácio do Planalto nesta segunda-feira. No sábado, retomou a rotina de passeios por Brasília durante o fim de semana: de moto, passou por uma oficina, por um posto de gasolina e visitou a deputada federal Bia Kicis (PSL-DF).

Nosso objetivo é criar um local seguro e atraente para os usuários se conectarem a interesses e paixões. Para melhorar a experiência de nossa comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários dos artigos.