Bolsonaro disse a Alckmin que ele deveria ter sido seu vice

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 23.10.2022 - O vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB). (Foto: Greg Salibian/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 23.10.2022 - O vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB). (Foto: Greg Salibian/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - No encontro que teve com Geraldo Alckmin (PSB) na semana passada, Jair Bolsonaro (PL) disse que ele deveria ter sido seu vice, e não de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A fala se deu na mesma conversa no Palácio do Planalto em que Bolsonaro pediu a Alckmin para livrar o Brasil do comunismo, revelada pelo jornal Folha de S.Paulo.

O comentário de Bolsonaro foi feito em tom de brincadeira, segundo Alckmin relatou a seus interlocutores. Durante a disputa eleitoral, a campanha do presidente reproduziu vídeos antigos em que Alckmin criticava Lula para atingir o adversário. O vice de Bolsonaro foi o general Walter Braga Netto (PL).

A reação do vice-presidente eleito foi a de dar um sinal de positivo com o dedão para Bolsonaro, gesto característico, e se despedir. Ao contar o ocorrido, demonstrou ter achado graça no episódio.

O encontro entre Alckmin e Bolsonaro, na última quinta-feira (3), não estava previsto. O vice-presidente eleito saía de uma reunião com o ministro Ciro Nogueira (Casa Civil) sobre o processo de transição quando foi chamado por um ajudante de ordens do presidente para subir ao terceiro andar do Palácio do Planalto.