Bolsonaro diz que ainda é cedo para falar em adiamento das eleições

Gustavo Maia

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta segunda-feira, que ainda não é o momento para se falar em adiamento das eleições municipais este ano por causa do surto do novo coronavírus.

- Não entro na seara de adiamento das eleições municipais, está muito cedo ainda - disse ele, ao deixar o Palácio da Alvorada.

Bolsonaro reagiu também ao resultado da pesquisa Datafolha que mostra que sua aprovação em relação às ações de combate ao novo coronavírus é menor do que a do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

- Perguntam se a popularidade do Mandetta está mais alta que a minha. Às favas!

Bolsonaro afirmou ainda que não se pode espalhar o pânico para a sociedade:

- Nós não podemos levar o pânico para a sociedade, porque o pânico é uma doença também, mais grave.

O presidente destacou que hoje terá encontro, por videoconferência com governadores das regiões Norte e Nordeste. E que vai ouvir que propostas eles têm para combater a doença.